Evento de Vinho na Embaixada da Itália é realizado com sucesso

Embaixador da Itália Francesco Azzarello e a curadora do evento Sueli Maestri

Fomentar o consumo do vinho italiano, promover o encontro enogastronômico e fortalecer as relações comerciais e de amizade entre a Itália e o Brasil – esses foram os objetivos do“Vini d’Italia – Salão do Vinho Italiano no Brasil” realizado na embaixada da Italia em Brasilia nos dias 17 e 19 de outubro. Muito enfático, o embaixador Francesco Azzarello fez questão de frisar o quão é importante incentivar o crescimento da cultura do vinho no Brasil – “um país dominado pela cerveja, onde o vinho não é considerado um alimento e, portanto, é tributado de forma desproporcional“. Estive por lã e vou contar um pouco do que vi pra vocês.

Etiene Carvalho (Blog Vinho Tinto) ladeada pelos palestrantes do evento – à dir. Diego Bertolini (Educavinhos) e Felipe Galtaroça (Ideal Bi Consulting) à esq.

O primeiro dia foi dedicado ao mercado de vinho ítalo-brasileiro e seus impactos na economia dos dois países. Uma iniciativa bem bacana e diferente que agregou muita informação relevante ao evento.  Felipe Galtaroça, consultor de mercado de vinhos e CEO da Ideal BI Consulting, fez uma explanação sobre “O mercado e as perspectivas do vinho Ítalo-Brasileiro com dados sobre o comércio de vinho nos dois países“.  Diego Bertolini, consultor de mercado e co-fundador do portal EducaVinhos. mostrou a “ligação estreita” entre a imigração italiana para o Brasil e o desenvolvimento da produção de vinho no país na segunda metade do século XIX.

Embaixada da Itália

Após as palestras foram servidos vinho ítalo-brasileiros de diversas regiões do país. Destaque para os vinhos da vinícola Brasília, produzidos no PAD-DF, por cinco produtores diferentes – Villa Triacca, Ercoara, Monte Alvor, Toscana do Cerrado e Miro. Além das tradicionais Casa Perini, Salton e Maximo Boschi, também brilharam na primeira noite os vinhos das novatas La Grande Belleza, localizada em Pinto Bandeira-RS e Alma Trento, de Santa Catarina.

Mais de 400 convidados participaram dos dois dias do evento

A segunda noite foi dedicada exclusivamente aos vinhos italianos. Mais de 200 rótulos de 15 regiões italianas, dez dos quais estavam sendo apresentados pela primeira vez no mercado brasileiro, foram oferecidos a um público seleto de operadores do setor vinícola. A noite estava bem quente e com isso espumantes e vinhos brancos foram bastante apreciados. Mesmo com a temperatura alta, Brunellos, Barbarescos, Barolos, Chiantis, Primitivos e tantos outros tintos disponiveis também foram degustados. Entre os vários expositores presentes estavam – Mistral, Decanter, Del Maipo, Porto a Porto, Videira Vinhos, Domno Importadora e Due Vinhos e Espumantes.

Prestigiados rótulos italianos foram servidos no segundo dia do eveno

Gastronomia

Queijos brasileiros, apresentados pela chef Kézia Pimentel

Para acompanhar os vinhos, queijos brasileiros, apresentados pela chef Kézia Pimentel, embaixadora dos queijos da Serra da Canastra em Brasília. Foram servidos os premiados meia cura Pedacin da Serra; o tradicional de casca amarela Jacob; Monte Velhano, que fica em caverna subterrânea com presença de mofo branco e o Pingo de Amor, feito com leite cru de vacas Caracu e Girolanda. Também havia embutidos que vieram diretamente da Itália, como o versátil presunto cru de Parma.

Reconhecimento Especial

Sueli Maestri, curadora do evento, recebe a honraria de Cavaleiro da Ordem da Estrela da Itália pelo embaixador Francesco Azzarello.

Na segunda noite do Vini d´Italia, a curadora do evento Sueli Maestri, especialista em enogastronomia, foi agraciada com a importante honraria de Cavaleiro da Ordem da Estrela da Itália –  A ordem é concedida pelo Presidente da República Italiana para pessoas que promovem o prestígio italiano no exterior. A honraria foi entregue pelo Embaixador Francesco Azzarello.

Fotos – Paulo Rogê e Paul Victor Lago

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Atrações WOW para férias em julho

Se você está planejando suas férias em Portugal neste mês de julho, uma visita ao…

Enólogo da Argento Apresenta Vinhos no Brasil

Nesta semana, o renomado enólogo argentino Juan Pablo Murgia, responsável pelos vinhos da Bodega Argento,…

Linha Carmen Reserva Frida Kahlo

Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón, nascida em 6 de julho de 1907, em Coyoacán, México,…

ORO, as adegas que conquistaram os brasilienses

Ter uma boa adega em um restaurante é indispensável. Não dá para caprichar na cozinha…