Ícone chileno Don Melchor safra 2019 chega em Brasília

Don Melchor 2019
Don Melchor 2019

Para os amantes do ícone chileno Don Melchor uma novidade: a safra 2019 do vinho acaba de chegar em Brasília e está disponível na Super Adega. Como a safra 2018 recebeu 100 pontos junto a renomados críticos internacionais, cresce o desafio do enólogo Enrique Tirado, em manter esta excelência e trazer para a nova safra características exuberantes e únicas, comuns aos grandes tintos feitos com a Cabernet Sauvignon. O vinho na Super Adega está sendo comercializado pelo valor normal de R$1.190,00, mas é bom ficar de olho porque sempre rola uns bons descontos por lá.

“Uma nova safra de Don Melchor nasce quando damos forma à arquitetura do “assemblage”que irá compor o vinho, proveniente principalmente dos diferentes Cabernet Sauvignon dos distintos lotes do vinhedo e, em alguns anos, com pequenas participações de outras variedades do vinhedo: Cabernet Franc, Merlot e Petit Verdot, para aumentar a complexidade do blend final”, explica Tirado. Assim, todos os anos no povoado de Lamarque, Bordeaux, na França, o enólogo se reúne com Eric Boissenot – filho do renomado consultor bordalês Jacques Boissenot – para degustar entre 150 e 200 lotes de vinhos do vinhedo, selecionando apenas aqueles que, na proporção exata, definirão uma nova safra de Don Melchor.

Don Melchor - ícone chileno
Don Melchor – ícone chileno

Uma vez definida a mescla, a nova safra de Don Melchor é transferida para barris de carvalho francês dos bosques de Allier, Tronçais e Nevers. Cerca de dois terços dos barris são novos e o terço restante já foi usado anteriormente. Após um período de 14 a 15 meses, o vinho é engarrafado e continua seu envelhecimento por mais um ano, desenvolvendo assim a complexidade e a elegância próprias de Don Melchor.

Ficha técnica Don Melchor 2019

2019 Vintage

D.O. Puente Alto, Vale do Maipo

Cepas: 92% Cabernet Sauvignon, 5% Cabernet Franc, 2% Merlot, 1% Petit Verdot

Teor Alcóolico: 14,8%

Envelhecimento15 meses em barris de carvalho francês (72% novos e 28% de segundo uso)

Potencial de guardaMais de 35 anos.

Notas de degustação

De cor vermelha violácea profunda. O vinho desta safra mostra extraordinária elegância e fruta vermelha fresca em abundância, além de notas florais e de groselha.

Em boca apresenta enorme riqueza de sabores, com amplitude do princípio ao fim e muita energia em perfeito equilíbrio com a fineza das texturas e dos sabores.

Harmonização

Carnes vermelhas, especialmente de cordeiro, e carnes de caça silvestres preparadas de diferentes maneiras: assadas, em guisados, em pratos com molhos de vinho tinto, cogumelos, alecrim e tomates, entre outros. Diferentes terrines e patês, especialmente de pato com trufas. Queijos de vaca ou de cabra, queijos secos e maturados, ou queijos cremosos.

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Vinhos premiados no Wine Piri Jazz

Conheça os vinhos premiados por Marcelo Copello no Wine Piri Jazz. Foram avaliados 62 vinhos…

Evento de Harmonização de Vinhos Italianos Tenuta Ulisse

Na última quinta-feira (20), o perfil @vinhosporetienne teve o privilégio de participar de um evento…

Palomina Bar: Novo Wine Bar em Brasília

Brasília, o terceiro maior polo gastronômico do Brasil, ganha um novo wine bar: o Palomina…

Directo del Viñedo Vendimia no Uruguai

Após ser realizado no Brasil e no Chile, o Directo del Viñedo Vendimia chega ao…