Produtores de vinho da Califórnia negam denúncia sobre arsênico

Untitled-1

Os principais produtores de vinho da Califórnia, por meio do Instituto do Vinho, que representa mais de 1.000 empresas associadas, divulgaram uma nota oficial qualificando como improcedente a ação judicial promovida em Los Angeles que acusa vários vinhos de baixo custo produzidos no estado de estarem contaminados com níveis perigosos de arsênico.

A nota afirma que a acusação é falsa e enganosa e que todos os vinhos vendidos no mercado norte-americano são seguros e livres de risco. “O arsênico é frequentemente encontrado no meio ambiente natural, ar, solo, água e comida. Não há nenhuma pesquisa que mostre que os valores encontrados no vinho representam um risco para a saúde dos consumidores”, informa o comunicado.

O processo alega que certos vinhos contêm níveis inseguros de arsênico com base no limite estabelecido pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) para a água potável – 10 partes por bilhão (ppb). Entretanto, conforme o Instituto do Vinho, não há base científica para a aplicação do mesmo padrão utilizado para água potável (EPA) no vinho.

Mesmo o governo dos EUA não tendo publicado um limite para o arsênico em vinho, existem vários países, incluindo Canadá, Japão e União Europeia que já estabeleceram esses limites e eles variam de 100ppb até 1000ppb – de 10 a 100 vezes o nível da EPA para a água potável e o os produtores da Califórnia garantem que as exportações dos seus vinhos são testados por esses governos e estão sempre abaixo dos limites estabelecidos.

Ao final da nota, o Instituto do Vinho da Califórnia afirma:

Estamos preocupados que a campanha de publicidade irresponsável possa assustar o público a pensar que o vinho da Califórnia não é seguro para consumo, algo manifestamente falso. Vamos continuar a manter os consumidores, os meios de comunicação e da indústria informados.

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Semana de Alimentação Fora do Lar destaca reforma tributária e apoio ao empreendedorismo

Na noite desta terça-feira (11), diversas lideranças do setor produtivo e autoridades públicas participaram da…

Rótulos Inovadores e Novas Regulamentações da União Europeia

Nos últimos anos, os rótulos de produtos, especialmente no setor de vinhos e espumantes, têm…

Produção nacional segue conquistando prêmios na França

Os vinhos e espumantes brasileiros seguem conquistando prêmios na França. Somente neste ano, já foram…

Dia do Vinho no restaurante Ticiana Werner

Depois de conquistar o público brasiliense com vinhos de qualidade, alta gastronomia, requinte e sofisticação,…