Produtores do Alto Adige combatem geada com velas

Localizada no extremo norte da Itália, a província autônoma de Bolzano (também chamada Alto Ádige ou Tirol do Sul) é responsável pela produção de uma enorme variedade de vinhos, mas o frio está colocando em risco as videiras. Em muitas partes do País, houve um alarme de geada no inicio desta semana e a solução adotada pelos produtores foi acender centenas de velas nos campos.

O objetivo das velas não é exatamente esquentar as videiras. A pequena alta de temperatura em alguns pontos cria circulação do ar, evitando assim o congelamento das plantas. E a fumaça da queima da parafina cria uma espécie de manta térmica que ajuda a manter a temperatura em um nível que não cause o congelamento das vinhas.

Segundo Andreas Huber, enólogo na vinícola Pacherhof  “a temperatura caiu para -2ºC, então colocamos 300 velas em um hectare de terreno, levantando a temperatura em três graus.  Eu gostaria de usar outros métodos, mas não temos outra escolha. Atualmente não há nada mais eficiente no mercado. No entanto, esta não é uma solução de longo prazo. Embora existam fios de aquecimento que poderiam ser operados eletricamente, mas estes ainda não estão prontos para o mercado. Há apenas tentativas”.

Essa técnica do uso de velas para combater o congelamento das videiras é bastante comum. Na região italiana ela é tradicionalmente usada em plantações de damasco e pomares de maçã, mas o surgimento das velas nos campos de uva e o aumento da fumaça causada pela queima assustou e incomodou algumas pessoas na região que procuraram as autoridades locais. Segundo a Agência Provincial para o Meio Ambiente, a queima da parafina não incide na poluição atmosférica. 

Mais informações sobre Alto Adige

A região vinícola possui 7 denominações: Alto Adige ou dell’Alto Adige  (DOC), Casteller  (DOC), Lago di Caldaro ou Caldaro  (DOC), Teroldego Rotaliano  (DOC), Trentino  (DOC), Trento  (DOC), Valdadige  (DOC).

Principais Variedades de Uvas Tintas são: Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Lagrein ou Lagrein Dunkel, Lagrein del Trentino, Lambrusco a Foglia Frastagliata, Marzemino, Merlot, Pinot Noir ou Südtiroler Blaubungunder, Terodelgo e Vernatsch ou Schiava

E as principais Variedades de Uvas Brancas são: Gewürztraminer ou Traminer Aromatico, Moscato Giallo ou Goldmuskateller, Moscato Rosa ou Rosenmuskateller, Nosiola, Pinot Bianco ou Weissburgunder, Roter Malvasier, Sylvaner Verde ou Grüner Silvaner e Veltliner

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Porto a Porto promove almoço harmonizado com vinhos da linha VOGA Itália

Participei de um evento memorável organizado pela Porto a Porto, onde tive a oportunidade de…

Curso Básico de Vinhos Nível 1 Intensivo de Férias

A Associação Brasileira de Sommeliers do Distrito Federal (ABSDF) acaba de anunciar o Curso Básico…

Evento destaca reforma tributária e apoio ao empreendedorismo

Na noite desta terça-feira (11), diversas lideranças do setor produtivo e autoridades públicas participaram da…

Rótulos Inovadores e Novas Regulamentações da União Europeia

Nos últimos anos, os rótulos de produtos, especialmente no setor de vinhos e espumantes, têm…