Aromas dos Vinhos – De onde eles vem?

Aromas dos Vinhos

O pessoal da Porto a Porto escreveu esse post e eu achei genial. Vou reproduzi-lo na íntegra pra vocês aqui.


A resposta está em substâncias que têm estrutura molecular igual, ou seja, algo que está presente em uma flor ou um vegetal e também em algum composto do vinho. O diacetil, por exemplo, traz o cheiro de manteiga; o geraniol dá a sensação de buquê de flores; e a vanilina é o princípio ativo da baunilha, que confere aquele toque de pudim de leite.

Curiosamente, a substância responsável pelo cheiro de uva, o antranilato de metila, aparece em quantidades baixíssimas na vitis vinífera, que é a espécie de uva que faz vinhos finos, e é por isso que vinho não tem cheiro de suco de uva.

É bom lembrar que só reconhecemos aromas daquilo que temos memória olfativa, então, uma boa dica é observar com atenção o perfume de frutas e flores.

Um dos maiores estudiosos sobre os aromas dos vinhos foi o enólogo Denis Dubourdieu, cujas cinco propriedades em Bordeaux, na França, atualmente são comandadas por seus filhos, que seguem a mesma filosofia de sustentabilidade e qualidade impecável. Para você conhecer os incríveis aromas possíveis em vinhos selecionamos alguns exemplares da Domaine. Confira!

Clos Floridène Blanc

Clos Floridène Blanc  — Foto: Porto a Porto

Clos Floridène Blanc — Foto: Porto a Porto

Branco elaborado com as uvas Sauvignon Blanc e Sémillon. Amadurece por 8 meses sobre as borras (são as leveduras mortas), o que confere maior complexidade. Elegante, apresenta intenso aroma frutado com notas minerais. Em boca é seco, muito saboroso, denso e estruturado. Seu potencial de guarda natural é de, no mínimo, 10 anos.

Le Rosé de Floridene

Le Rosé de Floridene  — Foto: Porto a Porto

Le Rosé de Floridene — Foto: Porto a Porto

Vinho rosé elaborado com a uva Merlot. Permanece de 5-6 meses em contato com as borras (são as leveduras mortas) antes do engarrafamento. Apresenta intenso aroma de groselha, maracujá e morango selvagem e no paladar é seco, saboroso e refrescante.

Château Reynon

Château Reynon  — Foto: Porto a Porto

Château Reynon — Foto: Porto a Porto

Esse vinho leva em sua composição as uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Petit Verdot. Estagia em barricas de carvalho francês durante 12 meses. É um tinto aveludado e poderoso, com aromas de groselha negra e alcaçuz. Equilibrado e saboroso.

Château Haura

Château Haura  — Foto: Porto a Porto

Château Haura — Foto: Porto a Porto

Vinho tinto que apresenta todas as características de um clássico da margem esquerda de Bordeaux, nos quais a suavidade da Merlot combina com o sabor defumado da Cabernet Sauvignon. Amadurece por 12 meses em barricas de carvalho. Apresenta aromas de frutas vermelhas e negras frescas, acompanhadas de notas de especiarias. No paladar é seco, encorpado e macio.

Le Clos de Reynon

Le Clos de Reynon  — Foto: Porto a Porto

Le Clos de Reynon — Foto: Porto a Porto

Vinho tinto elaborado com as uvas Merlot e Petit Verdot. Percebem-se aromas frutados e florais, com notas de menta e pimenta-preta. Em boca é seco, de médio corpo, equilibrado, com taninos macios e de boa persistência.

Château Cantegril AOC Sauternes – AOC Barsac

Château Cantegril AOC Sauternes – AOC Barsac  — Foto: Porto a Porto

Château Cantegril AOC Sauternes – AOC Barsac — Foto: Porto a Porto

Vinho doce elaborado em Sauternes, Bordeaux, com as uvas Sémillon e Sauvignon Blanc. Fermentado em barrica de carvalho, estagia também em barricas durante 9 meses seguidos de mais 9 meses em aço inox antes do engarrafamento. Apresenta aromas de frutas e mel, com toques minerais, e em boca é doce, elegante e equilibrado.

Tabelinha de aromas dos vinhos

Ácido málico = aroma de maçã verde

Vanilina = aroma de baunilha ou achocolatado

Acetato de benzila = aroma de maçã

B-metil-y-octalactona = aroma de coco

Dimetilsulfeto (em baixa quantidade) = aroma de trufa negra

Aldeído 2-furfural = aroma de caramelo

Geraniol = aroma de rosas

Acetato de Isoamila = aroma de banana

Diacetil = aroma de amêndoa, avelã

Fenil-3-propenal = aroma de canela

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Vem ai o II Wine Jazz Piri

O 2º Wine Jazz Piri está chegando com a proposta de apresentar o Terroir do…

Masterclass marca comemoração do dia de Portugal

Uma Masterclass com excelentes rótulos portugueses marcou a primeira parte das comemoraçoes do dia de…

Evento com presença de Luis Pato em Brasília

Quem esteve em Brasília foi o renomado produtor da Bairrada, Luis Pato. O evento, promovido…

ProWine São Paulo 2024 será palco do lançamento mundial

O evento ProWine São Paulo, a maior e principal feira de vinhos e destilados das…