Copa 2014 – Bons vinhos brancos no sul da Holanda

Holanda - disputa com o Brasil o terceiro lugar na Copa do Mundo
Holanda – disputa com o Brasil o terceiro lugar na Copa do Mundo

Hoje o post é sobre a Holanda. A próxima adversária do Brasil na Copa do Mundo. É com ela que o Brasil vai disputar o terceiro lugar no mundial e sobre esse país que vamos aprender um pouquinho hoje. A Holanda, na verdade, é um grande consumidor de vinho, mas um pequeno produtor da bebida (O consumo anual per capita por lá gira em torno de 22 litros). No entanto, videiras têm sido cultivadas na Holanda desde os tempos romanos. Os primeiros produtores de vinho se estabeleceram em solos de terra vermelha mais ao sul do país.Tendo em vista a temperatura do local, na Holanda cultiva-se principalmente variedades de uva que se adaptam melhor ao frio, como as brancas Pinot Blanc, Pinot Gris, Chardonnay, Riesling e Müller-Thürgau e a tinta Pinot Noir.

vinhos holandeses
Vinhedos em Maastricht – os vinhedos holandeses mais antigos

Maastricht – Há duas horas e meia de carro de Amsterdam, localizada ao sul do país e perto da fronteira com a Bélgica, está situada Maastricht, considerada uma das melhores cidades gastronômicas da Holanda (há, inclusive, restaurantes com certificação Michelin) e onde estão localizados os melhores vinhedos do país. Por ali, ocupando as colinas de Limburgo estão os vinhedos holandeses mais antigos tendo sido plantados pela primeira vez na época dos romanos. Também é por aquela região que fica o Vale de Jeker com suas belas vinhas irrigadas pelo pequeno rio de mesmo nome.

Quem já visitou Maastricht afirma que uma visita aos vinhedos locais é obrigatória para fazer um tour e degustar os vinhos locais. Os vinhedos mais recomendados são Wijngaard De Apostelhoeve, Hoeve Nekum, Domaine Backerbosch e Wijngoed Thorn.

Dica - um lugar para conhecer em Holanda
Apostelhoeve – um vinhedo para conhecer com bons vinhos brancos para apreciar
vinhos brancos holandes
Apostelhoeve – vinhos brancos leves e refrescantes

Apostelhoeve – Sinceramente, desconheço a existência de algum importador que traga vinhos holandeses para o Brasil, por isso, sugiro que ao visitar a Holanda você não deixe de apreciar o vinho local. Os brancos da Apostelhoeve, principalmente o Riesling e o Pinot Gris, que são muito bem falados  – normalmente são descritos como  leves e refrescantes e ideais para acompanharem a cozinha local, normalmente, voltada para peixes frutos do mar. O preço da garrafa de 750ml gira em torno de 20 euros.

 

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Brazil Wine Challenge 2024: Recorde de Medalhas e Gran Ouro

O 12º Brazil Wine Challenge, realizado pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) de 16 a…

Quatro vinhos e um espumante para beber no inverno

À medida que os dias frios se aproximam, a Cooperativa Vinícola Garibaldi apresenta uma seleção…

Grupo Wine Lança Vinícola “Entre Dois Mundos”

O Grupo Wine, líder no mercado brasileiro de vinhos e importações, lançou a “Entre Dois…

Semana de Rolha Free e Delícias

O brasiliense tem se tornado, cada vez mais, um apreciador de vinhos. Em resposta a…