Empresa portuguesa vai lançar vinho para comer em forma de geleias

ng4742808

Uma  empresa portuguesa vai lançar em breve no mercado o produto “vinho para comer” em forma de caviares, compotas ou chocolates. O projeto “Wine to Eat” – vinho para comer – foi desenvolvido pela empresa Sapientia Romanade, sediada em Chaves, distrito de Vila Real, e apresenta produtos em forma de caviares, geleias e trufas de chocolate feitos à base de vinho do Porto, de Moscatel, ou de vinhos de castas monovarietais como a Touriga Nacional, o Pinot Noir ou Chardonnay.

A ideia é levar os vinhos portugueses para as colheres dos consumidores. Os produtos cheiram e tem sabor de vinho, mas não têm álcool, no entanto, mantêm os traços principais da casta que lhe deram origem.O objetivo é que alguém, quando prove uma compota, saiba identificar as peculiaridades da casta que está comendo.

Os produtos foram desenvolvidos pelo chef António Mauritti e resultaram da aplicação de técnicas avançadas de cozinha molecular.  São, na verdade,  novas técnicas de gastronomia, todavia, com produções totalmente manufaturadas. Segundo o chef explicou ele trabalha da seguinte maneir – “Reduzimos o álcool do vinho, fazemos uma pequena adição de açúcar, adicionamos ingredientes, neste caso enriquecemos com cálcio e fazemos submergir num banho com gelificante. Quando as gotas caem dentro desse banho faz uma membrana de uma geleia muito fina que encápsula lá dentro o vinho. Ficamos com uma bolinha com vinho lá dentro para degustarmos”.

caviar moscatel favaios - pequeno-01

 

António Mauritti referiu que se cozinha a frio, recorrendo a aparelhos que ajudam a controlar as temperaturas de forma mais rigorosa, para aproveitar ao máximo o sabor do vinho e explicou que o caviar é todo feito mão, as trufas são cobertas e emulsionadas à mão e as geleias são controladas à mão, sem máquinas especiais.

A aposta principal é o mercado internacional. Toda a marca foi pensada já em inglês precisamente porque o objetivo da emprea é a internacionalização. Para conquistar o mercado além-fronteiras, o próximo passo vai ser desenvolver versões destes produtos mas com vinhos estrangeiros, como um vinho espanhol ou francês.

Saiba mais em www.winetoeat.com

 

 

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Palomina Bar: Novo Wine Bar em Brasília

Brasília, o terceiro maior polo gastronômico do Brasil, ganha um novo wine bar: o Palomina…

Directo del Viñedo Vendimia no Uruguai

Após ser realizado no Brasil e no Chile, o Directo del Viñedo Vendimia chega ao…

Júri Internacional Avalia 12º Brazil Wine Challenge

O 12º Brazil Wine Challenge, que ocorrerá de 16 a 19 de julho em Bento…

Dia do Vinho Ticiana Werner

Depois de conquistar o público brasiliense com bons vinhos, alta gastronomia e sofisticação, o Dia…