Garnacha, uma das uvas mais cultivadas do mundo

Conheça uma das grandes uvas originárias da Espanha

A casta Garnacha, ou Grenache, é uma das grandes uvas originárias da Espanha, presente principalmente na região da Catalunha, e do Sul da França, onde dá origem a vinhos em estilos muito variados. Ela é extremamente densa e complexa, proporcionando muito sabor no momento da degustação dos vinhos. Ela pode ser utilizada também na elaboração de vinhos tintos com pouca concentração. Embora a França e a Espanha sejam responsáveis pela maior parte da plantação da cepa, outros países também conseguiram cultivá-la, como a Itália, os Estados Unidos, a Austrália, o México, o Marrocos, e até mesmo no Brasil.

Os vinhos produzidos com Grenache são aromáticos, com poucos taninos e baixa acidez, e podem ser tintos, brancos, rosés e vinhos de sobremesa. Também costumam trazer aromas típicos, como os de amora, mirtilo, morango, groselha, cereja e ameixa, além de especiarias e pimentas. A textura e o bom corpo dos vinhos feitos de Garnacha os tornam versáteis para harmonizar com diversos pratos. Em especial os picantes e com bastante condimentos, que combinam com os aromas da bebida.

Vinícola na Catalunha, à beira do Mar Mediterrâneo.

Ela ocupa a sétima posição no ranking das 10 uvas mais cultivadas do mundo, passando na frente de importantes castas, como a Sauvignon Blanc, a Trebbiano Toscano e a Pinot Noir. E faz parte da composição de importantes vinhos das regiões de Rioja, Rhône, Sardinia, Languedoc-Roussillon, Aragon, Priorat e Maresme. Como exemplos podemos citar sua presença nos cortes dos Châteauneuf-du-Pape e Priorat, nos rosés de Provence, e acompanhando a Tempranillo no Rioja. Também faz parte de um corte que, de tão famoso, e chamado apenas pela siga GSM, ou Garnacha, Syrah e Mourvèdre

É uma das mais plantadas em todo o mundo, ocupando cerca de 200.000 hectares, sendo 80% deles localizados na França e Espanha, regiões que possuem o maior cultivo da cepa. Embora seja muito popular na vinicultura, ela costuma ser mais utilizada na produção de vinhos de cortes. E, como é costume nos vinhos das principais regiões onde ela cultiva, a Espanha e a França, não colocar o nome das uvas do corte o rótulo, a Garnacha acaba passando despercebida. Os exemplares de vinhos elaborados com a casta Garnacha são excelentes opções para acompanhar momentos gastronômicos, graças a sua riqueza de estilo e versatilidade.

A uva possui uma elevada doçura, facilitando o grau alcoólico de cada vinho

Por ser colhida tardiamente, é uma uva com elevada doçura, e isso explica o seu potencial para gerar vinhos com bom grau alcoólico. Sua uva é pequena e possui a casca fina e pouco pigmentada, com poucos taninos. Ela precisa de calor e de um clima árido para chegar à maturidade, e é muito resistente a ventos fortes devido à boa quantidade de madeira de suas videiras, sendo ideal para os terroirs espanhóis.

Se adaptando extremamente bem a regiões que possuam clima quente e seco, a uva Garnacha é utilizada na elaboração de diferentes tipos de vinhos, sendo encontrada em maravilhosos exemplares de vinhos tintos, vinhos roses e até mesmo vinhos de sobremesa. Com diferentes denominações ao redor do mundo, a uva Garnacha pode ser encontrada como Cannonau, Alicante e até mesmo Grenache. Com estrutura bem específica, a coloração da uva Garnacha é mais clara do que a habitual encontrada em cepas tintas, além de possuir frutos com pele bem fina.

Pratos da culinária indiana

Harmonização

Essa uva é muito misturada a outras para produzir vinhos com características específicas e, nesse caso, a harmonização pode depender do blend. Porém, quando tomamos um rótulo varietal, há algumas dicas importantes para escolher o prato que servirá de acompanhamento.

A harmonização entre Garnacha/Grenache e pratos bem condimentados, como os da culinária indiana ou ensopados e braseados, é muito comum, sejam eles à base de carne ou vegetais.

A uva Garnacha possui uma grande fama de compor bons vinhos

Toda terceira sexta-feira de setembro é comemorado o Garnacha Day! O dia especial da cepa existe desde 2010 e foi instituído durante o evento Garnacha Symposium. O objetivo em marcar essa data é tornar a Grenache, que é uma das uvas mais cultivadas do planeta, mais reconhecida pelas pessoas mundo a fora.

Leia: Vinícolas brasileiras vendem quase 18 milhões de litros nos sete primeiros meses de 2021

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Dia do Coquetel: Saboreie Receitas com Vinho

No dia 18 de maio é celebrado o Dia do Coquetel e o vinho pode…

Inscrições abertas: Workshops no 8º Festival Gastronômico de Atibaia

O 8º Festival Gastronômico de Atibaia está de volta, trazendo várias novidades neste ano! Além…

Logística reversa de vidro agora é monitorada em todo o Brasil

A Central de Custódia, empresa especializada em verificação de resultados da logística reversa de embalagens…

Decanter Wine Day 9ªedição

Prepare-se para a nona edição do Decanter Wine Day, um dos eventos mais prestigiados de…