Memórias da gastronomia e da hotelaria na Serra Gaúcha são resgatadas por livro

Livro “Retratos da Uva e Vinho: Memórias da Gastronomia e da Hotelaria”

Obra faz uma apanhado do setor nos últimos 73 anos, catalogando fotografias, relatos e fatos históricos em 20 municípios da região. Além do livro físico, que será lançado em 11 de novembro, publicação terá versão digital gratuita. Projeto contempla ainda quatro mesas-redondas e exposição fotográfica sobre o tema em Caxias do Sul e Bento Gonçalves. Uma semente para seguir resgatando e perpetuando a história das vivências pessoais e marcos da Serra Gaúcha. É assim que nasce o livro “Retratos da Uva e Vinho: Memórias da Gastronomia e da Hotelaria”, idealizado pelo Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria (Segh) Região Uva e Vinho, com produção cultural e executiva de Cristina Nora Calcagnotto e coordenação de pesquisa da turismóloga Paula Nora.
            Realizado por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura do Ministério do Turismo e com patrocínio de 11 empresas locais, o projeto contempla ainda mesas-redondas com convidados e exposição fotográficas do processo artístico. Os eventos gratuitos e abertos ao público serão realizados nos meses de novembro e dezembro nas cidades de Caxias do Sul e Bento Gonçalves. Medidas de acessibilidade serão adotadas visando ampliar e democratizar o acesso.          

Com 200 páginas divididas em 33 capítulos, o livro “Retratos da Uva e Vinho” apresenta registros dos setores da gastronomia e da hotelaria obtidos em pesquisas documentais, bibliográficas e de campo, traduzidos também em fotografias. Durante dois anos, mais de 100 pessoas foram entrevistadas, cerca de dois mil quilômetros foram percorridos pela região e mais 1,5 mil fotos foram clicadas para contar, de forma leve, os recortes de fatos, paisagens, sabores, saberes e fazeres das 20 cidades participantes. 

Memórias da Gastronomia

“O projeto contribui culturalmente não só para o Rio Grande do Sul, mas para todo o Brasil, mostrando a força e a perseverança das pessoas que trabalharam e constituíram a trajetória da hotelaria e gastronomia da região. A obra contempla memórias, receitas gastronômicas e imagens fotográficas que trazem de maneira lúdica, sensível e até mesmo mágica informações sobre o desenvolvimento e os saberes e fazeres desse território. É um livro que resgata e preserva uma história e se torna a semente para as próximas gerações que virão”, avalia a produtora cultural e executiva, Cristina Nora Calcagnotto.         

Paula Nora, coordenadora de pesquisa do livro, revela que o perfil dos entrevistados é variado, desde jovens empreendedores que estão há pouco tempo no ramo, passando pelas famílias com grande tradição nesses setores, além de pessoas que já não atuam mais na área, mas que são repletas de lembranças.

“Tentamos falar com o máximo de pessoas para fazer o recorte dessas mais de sete décadas. Começamos entrevistando alguns empreendedores e no final das nossas conversas sempre perguntávamos: quem deveríamos entrevistar? As memórias de uns levaram a outros e assim fomos construindo o livro”, conta emocionada, ao recordar.

Caxias do Sul

O presidente do Segh Região Uva e Vinho, Vicente Perini Filho, explica que a obra foi pensada a partir de questionamentos de onde estariam essas histórias e memórias pessoais que fizeram parte dos últimos 73 anos, e como poderiam ser valorizados e registrados todos esses feitos. Atualmente, a região Uva e Vinho conta com cerca de 4 mil empreendimentos ligados à gastronomia e hotelaria, movimentando de forma direta mais de 15 mil empregos.    

“Estes segmentos foram e são fundamentais para o desenvolvimento da Serra Gaúcha, sendo elementos para o desdobramento de outros setores. Percebemos que a gastronomia e a hotelaria traduzem um comportamento de cada época, passando pela cultura do território e também pelo acolher. São muitas histórias, são muitos detalhes, são muitas pessoas envolvidas. Garimpamos algumas delas neste livro, por isso falamos que esse projeto é uma semente”, relata o presidente do Segh.            

“O livro não encerra em si, abrimos uma porta. Em função da quantidade de informações, da necessidade e importância de registrar e valorizar essas histórias, ficamos na expectativa para que venham outras edições. Pensando nisso, criamos um canal para quem quiser compartilhar suas vivências ou dicas. O objetivo é que as pessoas nos deem ferramentas para que a gente já comece a catalogar um novo banco de informações e imagens para, quem sabe, apresentarmos uma nova edição”, comenta entusiasmada.

Bento Gonçalves

O projeto “Retratos da Uva e Vinho” é financiado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura com o patrocínio das empresas Braslux Indústria de Auto Peças, Ilumatic S/A Iluminação Eletrometalúrgica, Imobrás Indústria de Motores Elétricos, Intral S/A Indústria de Materiais Elétricos, Multiflon Revestimentos Antiaderentes, NL Informática, Nutrire Indústria de Alimentos, Supermercados Andreazza, Suplay Componentes e Suprimento, Veronese Indústria de Produtos Químicos e XP Distribuição e Representação, e o apoio do Sicredi COOPERUCS, Sicredi Pioneira RS e Sicredi Serrana RS/ES. A idealização é do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria da Região Uva e Vinho, e a realização da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo e Governo Federal.      

Fazem parte da pesquisa os municípios de Bento Gonçalves, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Cotiporã, Fagundes Varela, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Guabiju, Monte Belo do Sul, Nova Pádua, Nova Prata, Protásio Alves, Santa Tereza, São Jorge, São Marcos, Veranópolis, Vila Flores, Vista Alegre do Prata e Pinto Bandeira.

Mesas Bento

Debates e exposição fotográfica em eventos na região


Para aguçar a curiosidade, disseminar as descobertas e feitos e compartilhar sobre o processo de desenvolvimento por trás do livro, o projeto “Retratos da Uva e Vinho” também realizará em novembro e dezembro quatro eventos com mesas-redondas e exposição fotográfica nas cidades deCaxias do Sul e Bento Gonçalves. Os encontros com entrada franca ocorrerem nos dias 16 e 30 novembro, em Bento, e nos dias 17 de novembro e 1º de dezembro, em Caxias, sempre às 18h. Os eventos respeitarão os protocolos sanitários vigentes na data.  

Com duração de cerca de 1h30min, os bate-papos terão mediação e participação de integrantes da equipe do projeto, além de representantes do Segh e das Secretarias Municipais da Cultura e de Turismo das cidades sedes dos eventos.   

Mesas Caxias do Sul

A pandemia como desafio


Previsto inicialmente para ser lançado em 2020, “Retratos da Uva e Vinho: Memórias da Gastronomia e da Hotelaria” precisou ser adiado por conta da pandemia e reajustado para que as entrevistas pudessem ser realizadas com todos os cuidados frente à covid-19.


“Após realizarmos a pesquisa piloto, iniciamos o processo das entrevistas. No entanto, imediatamente após a primeira viagem, foi necessário nos adaptarmos ao novo cenário. Realizamos entrevistas on-line, utilizamos os mais variados recursos disponíveis no meio digital, mas, sempre que a flexibilização nos permitia, optávamos pelos encontros presenciais, observando todos os protocolos sanitários vigentes. Nosso objetivo maior sempre foi o de alcançar o resultado que esperávamos, mesmo precisando aumentar o prazo de realização do projeto” relembra a coordenadora de pesquisa, Paula Nora.

A pandemia como desafio

Já a exposição artística tem curadoria dos próprios fotógrafos do projeto “Retratos da Uva e Vinho”, Rafael Sartor e Tatieli Sperry. Das mais de 1,5 mil imagens registradas, foram selecionadas 20 fotografias para compor a mostra.     

Além dos três mil exemplares da obra física, que serão distribuídos para prefeituras, entidades, instituições de ensino, bibliotecas e empreendimentos de todo o país, o livro imagético “Retratos da Uva e Vinho” também estará disponível gratuitamente em formato virtual, podendo ser acessado a partir do dia 11, no site seghuvaevinho.com.br/memoria.  

Leia: Brasília recebe a 1ª etapa do Roadshow 2021

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Vem ai o II Wine Jazz Piri

O 2º Wine Jazz Piri está chegando com a proposta de apresentar o Terroir do…

Masterclass marca comemoração do dia de Portugal

Uma Masterclass com excelentes rótulos portugueses marcou a primeira parte das comemoraçoes do dia de…

Evento com presença de Luis Pato em Brasília

Quem esteve em Brasília foi o renomado produtor da Bairrada, Luis Pato. O evento, promovido…

ProWine São Paulo 2024 será palco do lançamento mundial

O evento ProWine São Paulo, a maior e principal feira de vinhos e destilados das…