Restaurante a puertas cerradas: deliciosa tendência na Argentina

Restaurantes “a puertas cerradas” é uma tendência em Buenos Aires e também em Mendoza, na Argentina. Na verdade, são casas particulares, situadas em ambientes tranquilos, com a proposta de oferecer gastronomia de alto padrão para um número restrito de pessoas e mediante reserva antecipada. Restaurantes que estão fora dos famosos centros gourmets, mas que são frequentados e reconhecidos por gente que entende de vinho e de boa comida, como enólogos, jornalistas da área de gastronomia e muitos turistas amantes da boa mesa.

O Ituzaingo Restó, em Mendoza, é um restaurante a puertas cerradas:
Ituzaingo Restó, restaurante a puertas cerradas em Mendoza: gastronomia de alto padrão e para um número restrito de pessoas

“Boca a boca” – Sem serem identificados por letreiros em suas fachadas e nem por publicidade paga, a propaganda desses restaurantes costuma acontecer por meio dos próprios clientes, que conhecem o local, gostam da experiência diferenciada e fazem questão de recomendar aos amigos e conhecidos “boca a boca” ou pela internet, principalmente, pelas redes sociais.

aaadddd
As redes sociais são as grandes aliadas dos restaurantes “a puertas cerradas“.

Ituzaingo Restó  – E é o que vou fazer nesse post: recomendar o Ituzaingo Restó, um restaurante a puertas cerradas que conheci em Mendoza e que simplesmente achei fantástico. O Ituzaingo fica numa rua pouco movimentada da cidade e funciona na residência do médico e enófilo Gonzalo Cuervo. O espaço é, na verdade, um loft super transado onde ele vive com seu cachorro Tete – um lugar muito “cult”, onde não faltam obras de arte, esculturas, música boa e excelentes vinhos.

IMG_5448
Eu e Guilherme (meu marido e fotógrafo do blog), recepcionados por Gonzalo Cuervo (ao centro), proprietário do restaurante “a puertas cerradas” Ituzaingo.
foto 2 (1) (1)
No espaço não faltam obras de arte, esculturas, música boa e excelentes vinhos.

Como na casa de um velho conhecido – Quando a gente chega no local, quem recepciona é o próprio Gonzalo, que convida cada cliente que chega a se juntar aos demais na sala de estar da “casa/restaurante”. Esse momento é muito interessante e a impressão que se tem é de estarmos na casa de um velho conhecido que faz questão de apresentar os seus novos amigos (grande parte deles estrangeiros, inclusive). Nessa hora e enquanto se espera os demais clientes chegarem, é servido um “welcome drink” e algumas entradas do menu degustação.

IMG_5453
Cada pessoa que chega é encaminhada para a sala de estar da “casa/restaurante” onde é servido um “welcome drink” e entradas do menu degustação

Na sala ou no pátio – O Ituzaingo abre de duas a três vezes por semana e atende somente as pessoas que fizeram reserva antecipada. Só existem 20 lugares e os clientes podem se acomodar na sala ou no pátio. Inclusive, para quem gosta de fazer novas amizades, o ambiente é bem propício, já que se pode dividir a mesa com turistas de diversas partes do mundo que costumam visitar o local com frequência.

Os clientes podem se acomodar na sala para jantar...
Na hora da janta, os clientes podem se acomodar na própria sala…
...ou no pátio, ao ar livre, e podendo dividir a mesa com outros turistas que também fizeram reservas antecipadas
…ou no pátio, ao ar livre, e podendo dividir a mesa com outros turistas que também fizeram reservas antecipadas

Menu Degustação – No Ituizango, como nos demais restaurantes “a puertas cerradas“, não existe um cardápio escrito e nem uma carta de vinhos.  O próprio Gonzalo ou seus auxiliares é que apresentam o restrito menu verbalmente e nas próprias mesas. Eu experimentei o menu degustação com pratos regionais. São cinco passos que incluem: entradas, prato principal (carne, porco, truta ou nhoque vegetariano) e sobremesa a um custo de 600 pesos. Para harmonizar com o prato principal, o cliente deve eleger e pagar um vinho à parte, que pode ser escolhido na adega privada do Gonzalo, recheada de rótulos maravilhosos, de produção restrita e de preço variado.

foto 4
Entrada: Deliciosas empanadas de carne com vinho rosado
IMG_5418 (1)
Prato principal: ojo de bife e um delicioso Gimenez Riili para acompanhar (esse foi o pedido do Guilherme)
IMG_5415
A outra opção do prato principal foi o porco acompanhado de batatas-doces assadas (esse foi o meu pedido e estava simplesmente divino!!!!!!)
IMG_5433 (1)
Sobremesa: cheese cake de frutas vermelhas ou crepe de doce de leite com um delicioso espumante de final fresco e adocicado

Bate-papo com o dono – Outro aspecto interessante que merece destaque no Ituzaingo, é que enquanto os pratos são servidos, o Gonzalo costuma passar de mesa em mesa não só para se certificar de que os clientes estão satisfeitos, mas também para conversar sobre cultura, arte, vinho, comida e muitos outros assuntos agradáveis e interessantes.

IMG_5434
Gonzalo Cuervo visita todas as mesas para se certificar da satisfação do cliente e para conversar sobre assuntos interessantes.

Veja mais fotos do restaurante aqui.

Momento especial – Por ser um ambiente tão agradável e especial, foi lá o restaurante escolhido para passar a minha última noite em Mendoza. O momento foi de despedidas e, ao mesmo tempo, de confraternização por ter realizado uma viagem tão perfeita e incrível. Lá tive a oportunidade de conhecer pessoalmente toda a equipe da Nossa Mendoza, agência de viagens que me proporcionou todo o suporte necessário durante minha estada (transporte com motorista/guia, elaboração de roteiros, reservas de restaurantes e vinícolas). Em alto estilo, apreciando o maravilhoso menu degustação do Ituzaingo e saboreando um sensacional Malbec Gimenez Riili Gran Familia de produção limitada tive uma noite super agradável ao lado de novos amigos e pessoas super profissionais.

foto (13)
Malbec Gimenez Riili Gran Familia de produção limitada para celebrar – vinho top!
Eu e a equipe da Nossa Mendoza celebrando no Ituzaingo o sucesso da   viagem e da nossa parceria.
Eu e a equipe da Nossa Mendoza Eu e a equipe da Nossa Mendoza: Juan Mercado, Aída Sandoval, Ezequiel Manrique, Mariana Lemes e Santiago Petenatti.

nossa mendoza 3

 

Ituzaingo Restó –  Calle Ituzaingo 1548 , Mendoza 

 

Leia também: Especial Mendoza: um oásis irrigado aos pés da Cordilheira (reportagem I)

Especial Mendoza: Luján de Cuyo, a terra do Malbec (reportagem II

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Palomina Bar: Novo Wine Bar em Brasília

Brasília, o terceiro maior polo gastronômico do Brasil, ganha um novo wine bar: o Palomina…

Directo del Viñedo Vendimia no Uruguai

Após ser realizado no Brasil e no Chile, o Directo del Viñedo Vendimia chega ao…

Júri Internacional Avalia 12º Brazil Wine Challenge

O 12º Brazil Wine Challenge, que ocorrerá de 16 a 19 de julho em Bento…

Dia do Vinho Ticiana Werner

Depois de conquistar o público brasiliense com bons vinhos, alta gastronomia e sofisticação, o Dia…