Almoço rústico, “estilo casa de viticultor”, em Mendoza

IMG_4369
Casa de Campo – Comida caseira de verdade com pratos que são receitas de família.

Quem for passear nas vinícolas localizadas no Vale do Maipú, região Centro em Mendoza, não pode perder a oportunidade de almoçar no aconchegante Casa de Campo, restaurante que serve comida caseira de verdade. Ali, o luxo é substituído pelo rústico, como numa casa de um viticultor mendocino. Os pratos servidos são receitas de família, preparadas pelos próprios donos do estabelecimento: os simpáticos irmãos Jorge Jofré e Juan Jofré, que repassam aos turistas o simples e o agradável, da forma como aprenderam com os pais e os avós numa casa semelhante onde viveram.

IMG_4395
Na Casa de Campo, o luxo foi substituído pelo rústico, como numa casa de um verdadeiro viticultor mendocino.

Carta variada – Além do clima amistoso e agradável, o local possui ótimo preço, comida excepcional e excelente carta de vinhos (apenas com produtos argentinos, claro!). A carta é tão variada que é possível encontrar nela um simples e bom Malbec da Trapiche a R$25 e um top da Felipe Rutini a R$1000. Pedi um Bonarda da Las Perdices: um vinho de corpo médio e taninos bem doces, com toques de frutas negras e chá. A indicação foi do Juan Mercado, o motorista e guia super preparado da agência Nossa Mendoza, empresa que deu todo suporte para que minha viagem a Mendoza fosse inesquecível.

aaabonarda
Bonarda da Las Perdices: um vinho de corpo médio e taninos bem doces, com toques de frutas negras e chá.

Meu almoço  – Optei pelo menu especialidades “Al horno de barro” que inclui empanadas, picadas de campo (presunto, queijo com azeite e orégano, azeitonas, coelho em escabeche e chorizo seco), prato principal (coelho ao forno de barro ou “carne a la massa”), e sobremesa. Esse menu saiu por185 pesos (algo em torno de R$60).

aaas
No prato principal do Menu, pode-se optar pelo coelho ao forno de barro…
aav
…ou pela carne a la massa. Eu pedi o coelho e meu marido, a carne. Os dois estavam divinos!

Conversa na adega – Ao final do almoço, tive a oportunidade de conversar um pouco mais com os simpáticos irmãos Jorge e Juan Jofré na adega do restaurante. Os dois são amantes de bons vinhos, mas não abrem mão de um bom prato para acompanhar a bebida. “El vino tiene su mística pero es mejor com una “mastica”, ensinam. Sem dúvidas, mesmo para quem ama tomar um vinhozinho apenas para meditar,  na Casa de Campo, com iguarias tão maravilhosas e especiais, é algo impossível beber um vinho desacompanhado de boas “mastigadas”!

aaax
Muito bem recebida pelos irmãos Jorge e Juan Jofré na adega do restaurante Casa de Campo.

Casa de Campo – Urquiza 1516, Coquimbito, Maipú (Rota de Vinhos a metros da Bodega La Rural e a 20km do Centro de Mendoza). Leia também: Especial Mendoza: um oásis irrigado aos pés da Cordilheira (reportagem I) Especial Mendoza: Luján de Cuyo, a terra do Malbec (reportagem II) Almocei no melhor restaurante de vinícola do mundo Mais fotos: clique aqui.

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Vik Chile vence prêmio ‘South America’s Leading Wine Region Hotel’ pelo segundo ano consecutivo

O Vik Chile foi premiado pelo segundo ano consecutivo com o renomado prêmio “South America’s…

Casa Chandon Garibaldi: O Refúgio dos Amantes de Espumantes

Localizada na pitoresca cidade de Garibaldi, na Serra Gaúcha, a Casa Chandon é muito mais…

Em Brasília, Cooperativa Vinícola Garibaldi leva novidades à Expovitis

Brasília se prepara para receber um dos eventos mais aguardados pelos entusiastas e profissionais da…

Prêmio Queijo Brasil

Em uma noite memorável em Blumenau (SC), ocorreu a entrega do Prêmio Queijo Brasil, um…