Apreendidas 30mil garrafas de vinhos falsos na Itália

Apreensão de vinhos falsos na Itália
Garrafas etiquetadas falsamente como Brunellos de Montalcino  – (vinhos apresentado durante coletiva de imprensa em Siena- Itália) Foto:
AP/Paolo Lazzeroni

É bom ficar de olho nos vinhos italianos…após diversas reclamações de consumidores a respeito da baixa qualidade de renomados vinhos da região da Toscana,  a polícia local apreendeu mais de 30 mil garrafas etiquetadas falsamente como vinho de qualidade. A investigação, que teve início em março deste ano, desvendou um gigantesco esquema de fraude e seis pessoas foram detidas.

Apreensão de vinhos italianos falsos
Garrafas apreendidas apresentavam rótulos de vinhos de qualidade, mas continham vinho de mesa de 1 euro

Várias garrafas apreendidas apresentavam rótulos falsos de vinhos com denominação de origem, como Brunello di Montalcino, Sagrantino di Motefalco e Chianti. Apesar das etiquetas bem feitas, as garrafas eram preenchidas com vinhos de mesa simples no valor de 1 euro. Os vinhos eram comercializados em lojas especializadas, internet e supermercados pelo preço de 30 euros. A polícia ainda investiga se os vinhos falsos também estavam destinados à exportação.

Brunello di MontalcinoBrunello di Montalcino – Segundo Frabrizio Bindocci, diretor do Consórcio Brunello di Montalcino, os produtores foram vítimas de uma fraude, pois as garrafas com vinhos de baixa qualidade eram provenientes de outros territórios.

Não é a primeira vez que o consórcio Brunello tem que defender a reputação de seus vinhos. Em 2009, cinco produtores desses vinhos foram multados por misturar uvas não autorizadas na elaboração da bebida.

Exportações e Fraudes – As exportações de vinhos italianos teve um crescimento de 10% no ano de 2013, segundo uma das maiores federações de cultivadores e produtores da Itália. Em contraponto, nos últimos cinco anos, as fraudes aumentaram 102%, segundo a Federação de Agricultores daquele país. Apenas em 2013 as forças de ordem italianas apreenderam garrafas falsas no valor de 31 milhões de euros.

Muito chato isso, né? Então,  preste atenção na hora de comprar um vinho italiano caro. Dê preferência a importadoras renomadas para evitar prejuízos.

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Semana de Alimentação Fora do Lar destaca reforma tributária e apoio ao empreendedorismo

Na noite desta terça-feira (11), diversas lideranças do setor produtivo e autoridades públicas participaram da…

Rótulos Inovadores e Novas Regulamentações da União Europeia

Nos últimos anos, os rótulos de produtos, especialmente no setor de vinhos e espumantes, têm…

Produção nacional segue conquistando prêmios na França

Os vinhos e espumantes brasileiros seguem conquistando prêmios na França. Somente neste ano, já foram…

Dia do Vinho no restaurante Ticiana Werner

Depois de conquistar o público brasiliense com vinhos de qualidade, alta gastronomia, requinte e sofisticação,…