Rolha inteligente alia tradição da cortiça à modernidade do chip

Universidade de Aveiro faz rolha inteligente
Protótipo da rolha inteligente ainda com os circuitos electrónicos no exterior

Uma inovação desenvolvida na Universidade de Aveiro, em Portugal, promete revolucionar o mundo do vinho. Trata-se da rolha inteligente, um artefato que irá permitir que por meio de um simples celular ou de um computador informações precisas sobre o vinho que acaba de ser aberto sejam conhecidas. Nome, número de série, lote, origem da produção etc. Sem dúvida, um excelente instrumento para combater a falsificação dos vinhos, uma vez que rótulos podem ser facilmente adulterados e substituídos.

Rolha inteligente vem com chip
O pesquisador Ricardo Gonçalves e o protótipo da rolha inteligente

A ideia está sendo desenvolvida por Ricardo Gonçalves, aluno de Doutorado do Departamento de Engenharia Eletrônica Telecomunicações e Informática da Universidade de Aveiro. Trata-se de um circuito eletrônico com uma minúscula antena que integra um chip RFID (identificação por radiofrequência) capaz de emitir informações aos consumidores. Esse circuito é envolvido pela rolha de cortiça  pensada especialmente para vinhos e espumantes.

Além de ser um instrumento importante no combate à fraude, a rolha inteligente pretende também ser uma grande aliada do consumidor final uma vez que poderá apresentar um histórico das temperaturas a que a bebida esteve sujeita dentro da garrafa – uma ótima notícia para os amantes da bebida tendo em vista a influência da temperatura sobre a qualidade do vinho. Com a inovação, os consumidores poderão ser poupados de dissabores, principalmente, quando se tratar de vinhos de valores elevados.

O protótipo atual tem um custo de um euro, valor que pode ser largamente reduzido quando a rolha inteligente vier a ser produzida em série.

Assista, abaixo, à materia sobre o assunto produzida pela Agência de Notícias de Portugal Lusa:

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Palomina Bar: Novo Wine Bar em Brasília

Brasília, o terceiro maior polo gastronômico do Brasil, ganha um novo wine bar: o Palomina…

Directo del Viñedo Vendimia no Uruguai

Após ser realizado no Brasil e no Chile, o Directo del Viñedo Vendimia chega ao…

Júri Internacional Avalia 12º Brazil Wine Challenge

O 12º Brazil Wine Challenge, que ocorrerá de 16 a 19 de julho em Bento…

Dia do Vinho Ticiana Werner

Depois de conquistar o público brasiliense com bons vinhos, alta gastronomia e sofisticação, o Dia…