10 vinhos conquistam a Medalha Gran Ouro Brazil Wine Challenge 2022. Confira!

Brazil wine Challenge 2022
Brazil wine Challenge 2022

A Associação Brasileira de Enologia (ABE) acaba de realizar o maior Brazil Wine Challenge da história. O único concurso internacional de vinhos realizado no Brasil com a chancela da Organização Internacional do Vinho – OIV e da União Internacional de Enólogos – UIE. Foram 903 amostras de 15 países, avaliadas por um júri internacional formado por 74 especialistas, que estiveram reunidos em Bento Gonçalves-RS de 7 a 10 de junho. Rótulos da Argentina (01), Brasil (06), Itália (01) e Portugal (02) foram os grandes destaques da edição com Medalha Gran Ouro atingindo acima de 93 pontos.

Confira os vencedores da Medalha Gran Ouro Brazil Wine Challenge 2022

  1. LIGNUM Roble Frances Malbec 2017 – MT Solutions – Argentina
  2. Colheita de Inverno Late Harvest 2021 – Casa Geraldo Indústria Vitivinícola – Brasil
  3. Castellamare Chardonnay Barricas 2019 – Cooperativa Vinícola São João – Brasil
  4. Giuseppe Lovatel Rosé 2021 – Lovatel Indústria Vinícola – Brasil
  5. Gazzaro Espumante Brut Branco – Vinícola Gazzaro – Brasil
  6. Casa Pedrucci Espumante Millésime 2018 – Vinícola Pedrucci – Brasil
  7. Settimana In Cantina Merlot 2020 – Vinícola Zanella – Brasil
  8. Tenuta Ulisse Amaranta  Montepulciano D`Abruzzo DO 2018 – Domno do Brasil Ind. e Com. De Bebidas – Itália
  9. Adega de Pegões Colheita Selecionada Tinto 2016 – Cooperativa Agrícola Sto Isidro de Pegões – Portugal
  10. Invulgar 2017 – Udaca – União das Adegas Cooperativas do Dão, UCRL – Portugal
Mais de 12 horas de degustação - Brazil wine Challenge 2022
Mais de 12 horas de degustação – Brazil wine Challenge 2022

Depois de 12 horas degustações em três dias, 270 rótulos provenientes da Alemanha, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Espanha, Itália, Portugal e Uruguai foram premiados, além dos 10 vencedores da Medalha Gran Ouro, também foram concedidas 249 com Medalha de Ouro e 11 com Prata.

Predominância dos vinhos tranquilos

Do total de premiações – 270 -, percebe-se que os vinhos tranquilos alcançaram mais que o dobro de medalhas que os espumantes – 197 contra 72. Sob esta ótica é importante evidenciar que dos 185 prêmios conquistados por rótulos brasileiros, 115 foram para vinhos e 68 para espumantes. É incontestável a qualidade das borbulhas brasileiras, com maior representatividade entre as amostras inscritas, entretanto, convém mencionar que o Chile premiou um espumante. Este desempenho reafirma o que a ABE já vem dizendo há alguns anos: “O Brasil não elabora apenas espumantes diferenciados, mas também vinhos tranquilos e os prêmios arrematados mundo afora comprovam esta evolução. Agora, o Brazil Wine Challenge também corroborou e é testemunha deste avanço atestado às cegas”, salienta o presidente da ABE.

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Taste São Paulo: Degustando Estrelas do Guia Michelin 2024

O Guia Michelin 2024 lançado no dia 20/5, selecionou 140 endereços de São Paulo e do…

Festival Brasil Sabor

De 16 de maio a 2 de junho, mais de 700 restaurantes de todo o…

Capital receberá o primeiro Festival da Cachaça

De 22 a 26 de maio, Brasília será sede do primeiro Festival da Cachaça da…

Reposicionamento e Integração Vertical: Mundo Planalto

O Mundo Planalto Parques e Resorts, antigo Mundo Planalto, está em contagem regressiva para a…