Degustação às Cegas Pinot Noirs Sozo Vinhos

Pinots da Sozo

Participar de uma degustação vertical (mesmo vinho de safras diferentes) é sempre uma excelente oportunidade de aprendizado. Gentilmente, o Eugenio do instagram @eugeniodcv convidou sete amigos para juntos degustarem cinco Pinot Noirs produzidos pela @sozovinhos em Campos de Cima da Serra-RS.

Para degustação ficar ainda mais animada não foram revelados as safras dos vinhos. A ideia era degustar, anotar as impressões e tentar acertar o ano de cada um deles.

Durante a “brincadeira” às cegas, os participantes conseguiram identificar os três vinhos mais antigos e os dois mais novos, algo não muito difícil em função da cor mais atijolada e dos aromas terciários dos mais velhos. Em um deles, também foi apontado o bouchoneé, um defeito da rolha que mascara os aromas frutados do vinho, restando apenas um cheiro de papelão molhado.

O melhor vinho da degustação foi eleito, por unanimidade o mais recente, no caso um Pinot Noir Sozo 2022. O vinho tinha uma coloração rubi brilhante e transparente, um nariz com framboesas, morangos, ameixas mais frescos que maduros, nota de cedro leve, chá e até rosas secas. Taninos finos e acidez média Muito diferente de um clássico Pinot do Novo Mundo. Esse vinho não é filtrado para preservar a fruta tanto do aroma como no sabor.

Os vinhos degustados foram 2009, 2011, 2012, 2015 e 2022. Ninguém acertou as safras corretamente!!! Missão difícil demais… rsrsrs.. E olha que a mesa tinha muito gente entendida no assunto, viu? Mas experiência como essa serve inclusive para mostrar o quanto sabemos tão pouco sobre vinhos…

Uma observação importante: eu gostei muito da safra 2012. Apresentou as típicas notas de frutas vermelhas, um leve balsâmico, couro e cogumelos. Tinha acidez média, tanino fino e persistência média alta. Uma surpresa pra mim. Acho que o degustamos no momento exato.

O vinho 2009 também chamou a atenção de alguns pela longevidade. Começou com notas mais fechadas de balsâmico, mas com o tempo foi abrindo e apresentando nuances de frutas vermelhas e rosas tb, além de toques terrosos.

Enfim, baita experiência. Parabéns @sozovinhos pelos rótulos e obrigada @eugeniodcv por retirar esses vinhos de sua adega pessoal para compartilhar conosco.

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Brazil Wine Challenge 2024: Recorde de Medalhas e Gran Ouro

O 12º Brazil Wine Challenge, realizado pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) de 16 a…

Quatro vinhos e um espumante para beber no inverno

À medida que os dias frios se aproximam, a Cooperativa Vinícola Garibaldi apresenta uma seleção…

Grupo Wine Lança Vinícola “Entre Dois Mundos”

O Grupo Wine, líder no mercado brasileiro de vinhos e importações, lançou a “Entre Dois…

Semana de Rolha Free e Delícias

O brasiliense tem se tornado, cada vez mais, um apreciador de vinhos. Em resposta a…