Sauvignon Blanc de Südsteiermark (Áustria): entre os melhores do mundo

Recentemente tive a oportunidade de apreciar um vinho bem interessante e vou compartilhar com vocês minha agradável experiência. Degustei um Sauvignon Blanc da Áustria da marca Tschepp. Para quem não sabe, a Áustria é um país europeu com tradição vitivinífera centenária e produz diversas castas tanto brancas como tintas. Nesse país existem mais de 6 mil vinícolas e são vários os vinhos premiados existentes por lá. Sem dúvida, é um país com excelentes rótulos, mas que chegam raramente ao Brasil e, quando encontrados por aqui, custam muito caro – fato que acaba desestimulando a compra do produto pelos clientes e, consequentemente, a sua importação pelas empresas especializadas. Logo, degustar um vinho austríaco é sempre uma oportunidade especial.

foto
Degustar um vinho austríaco é sempre uma oportunidade que não se deve perder.

Vinho elegante com notas minerais acentuadas –  O que experimentei vem de uma região austríaca chamada Südsteiermark, conhecida por produzir excelentes brancos de diversas castas, como Welschriesling, Morillon (Chardonnay), Gelber Muskateller e Traminer. Os vinhos deste local normalmente são frescos e fragrantes, sendo a Sauvignon Blanc a casta branca típica da área. Apesar de ser da safra 2012, o vinho degustado ainda apresentou acidez muito boa, um ponto super positivo. Confesso que fiquei bastante atraída também pela complexidade aromática e gustativa do vinho, algo que deve ser muito mais evidente em um exemplar 2013. Como todo bom Sauvignon,  mostrou toques herbáceos e notas cítricas e também revelou-se bem persistente no nariz e em boca. Senti notas de maracujá, sálvia e alecrim e até de folha de tomate. Sem dúvida, um vinho elegante. Mas foi a sua mineralidade que fez toda a diferença para mim, pois a mescla do toque salgado com o herbáceo suave junto às notas cítricas deram uma complexidade bem interessante a esse vinho na boca. Inclusive, essa mineralidade, a qual fiz referência e que admiro demais em vinhos brancos, acredito que seja decorrente da estrutura do solo de Sudsteiemark, que é tão diversa quanto a variedade de uvas encontrada por lá – pois é composto por marga, xisto, calcário e arenito.

930930_head
Südsteiermark – os vinhos deste local normalmente são frescos e fragrantes, sendo a Sauvignon Blanc a casta típica da região

Vinho top – De toda forma, quem tiver a oportunidade de experimentar esse ou outro Sauvignon Blanc de Südsteiermark  deve aproveitar a ocasião e apreciar com detalhes os aromas e sabores. Afinal, o Sauvignon Blanc de Sudsteieimark tem alcançado privilegiadas posições em rankings mundiais e tem a fama na Europa de figurar entre os melhores vinhos do mundo.

Experimentei esse vinho durante o curso de sommelier internacional Fisar que fiz em Flores da Cunha-RS (Relembre aqui). O vinho foi trazido da Europa para o Brasil na mala do professor Roberto Rabachino que pagou 27 euros pela garrafa, cerca de R$70. No site oficial da Tschepp há Sauvignons Blancs de Sudsteiermark a partir de, pasmem, apenas 8,70 euros.

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Atrações WOW para férias em julho

Se você está planejando suas férias em Portugal neste mês de julho, uma visita ao…

Enólogo da Argento Apresenta Vinhos no Brasil

Nesta semana, o renomado enólogo argentino Juan Pablo Murgia, responsável pelos vinhos da Bodega Argento,…

Linha Carmen Reserva Frida Kahlo

Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón, nascida em 6 de julho de 1907, em Coyoacán, México,…

ORO, as adegas que conquistaram os brasilienses

Ter uma boa adega em um restaurante é indispensável. Não dá para caprichar na cozinha…