Sfiria Wines – Vinhos nacionais inspirados em língua assobiada são raros e singulares

Sfiria Wines
Sfiria Wines – inspirado na língua assobiada de mesmo nome.

Se você ainda não ouviu falar da Sfiria Wines, não se preocupe. Aposto que é só uma questão de tempo! Esse é um dos mais novos projetos de vinhos nacionais de excelência que prima por valorizar os diferentes terroirs do Brasil. Além disso, os vinhos são produzidos em lotes limitados a partir de uvas de safras respeitadas.

Foram quatro anos de idealização, até surgir a Sfiria Wines, inspirada na língua assobiada de mesmo nome utilizada na pequena ilha grega de Evia. “Do caráter único deste falar musical – sensível, mas forte; encantador, porém misterioso –
revelou-se a inspiração para a marca”, explica o sommelier e diretor da Sfiria, Maurício Ceccon.

Nomes de peso do cenário do vinho nacional, como João Valduga, Marco Antonio Salton e Maicol Zanella assinam essa primeira leva de vinhos da Sfira Wines.

Sfiria Wines
Sfiria Wines – derrubando o status quo

O site do projeto está no ar e lá podem ser adquiridas as garrafas desses rótulos produzidos em diferentes regiões gaúchas, como Vale dos Vinhedos, Campanha Gaúcha e Pinto Bandeira. Também é no site que há uma interessante síntese do projeto que resume bem a essência dos vinhos Sfiria: “Viemos para derrubar o status quo. Não nos limitamos a uma região ou a um estilo. Buscamos extrair de cada terroir sua expressão mais plena, elegante e equilibrada, para agradar paladares que prezam, sobretudo, pela sofisticação”.

Avaliando os vinhos

Tive a oportunidade de receber toda a linha Sfiria para degustar e emitir minha opinião – ao todo quatro vinhos que fiz questão de abrir durante a ceia de Natal e dividir com amigos e familiares. Com poucas garrafas produzidas, esses vinhs ainda estão sendo submetidos ao crivo de especialistas e curiosos. Se agradarem… viverão para serem apreciados por mais gente. Se não houver retorno positivo, o projeto chegará ao fim e deixará saudades nos poucos que tiveram acesso. Particularmente, já aposto na primeira opção. Mas leiam, abaixo, minhas impressões de cada um dos vinhos degustados.

Sfiria Egina Nature Rosé

Espumante rosé tradicional com 18 meses de contato com as borras
Espumante Egina Rosé tradicional com 18 meses de contato com as borras – especialissímo

O primeiro a ser degustado foi o  espumante nature (que possui menos de 3g açúcar/litro) elaborado com uvas Chardonnay (60%) e Pinot Noir (40%) do Vale dos Vinhedos – RS. O vinho já me impressionou de cara por sua cor – uma rosé de Provence que ficou ainda mais belo na garrafa transparente que ostentava um belo perlage em taça flute. No nariz, notas de leveduras e brioche revelavam complexidade e o bom tempo de contato com as borras, no caso, 18 meses. Na boca, estava marcado por boas acidez e persistência, elegância e finesse. As notas aromáticas e gustativas mesclaram toques cítricos, de frutas vermelhas e de pão. Esse espumante está sendo comercializado em média por R$118,00. Apenas 600 garrafas foram produzidas, logo é um produto especialíssimo. Valor: R$125,00

Curiosidade – Egina é uma figura mitológica que dá nome a uma ilha grega de grande beleza.

Kameni

Kameni - 8 meses de barrica e 18 meses de cave antes de ser comercializado - 450 garrafas
Kameni – 8 meses de barrica francesa e 48 meses de cave antes de ser comercializado – 450 garrafas

Um Cabernet Sauvgignon 100% proveniente da Campanha Gaúcha – RS da safra 2015. O vinho estagiou oito meses em carvalho francês e permaneceu mais 48 meses em cave. O Kameni é um misto de elegância com potência ao integrar sua acidez marcante com seu tanino musculoso. Na taça, mostrou-se com uma bela cor rubi intensa. No olfato, frutas negras, como amora, mirtilo, cereja entremeadas com toques de pimenta negra. No palato, estava intenso, envolvente e harmonioso. Apenas 450 garrafas. Preço: R$139,00.

Curiosidade – Neo Kameni é o nome de uma ilha vulcânica grega que inspirou o nome desse potente vinho varietal.

Antia

Antia
Antia – A safra do vinho é 2017 e o período de maturação é de 18 meses em barricas americanas e francesas.

Elaborado com uvas Merlot de Antonio Prado (Serra Gaúcha-RS) que foram fermentadas integralmente em barricas novas de carvalho. Esse é o primogênito da série com uma produção limitadíssima: apenas 300 garrafas. É simplesmente fantástico. Fiquei até com pena de beber tendo em vista ter consciência do seu estoque tão reduzido, por outro lado, amei ter tido a oportunidade de degustar esse vinho nacional tão especial. A safra do vinho é 2017 e o período de maturação é de 18 meses em barricas americanas e francesas. Preço: R$220,00.

De cor intensa e nariz marcado por uma mistura de cerejas, amoras, framboesas, além de cedro, grafite e charuto. Bastante complexo e elegante. Na boca, tem taninos agradáveis, boa acidez e persistência. Vinho de ótima qualidade! (Pra mim, o preferido dentre todos!!!)

Curiosidade – Antia é o nome da ilha grega onde se é falada a língua Sfiria.

Saria

As uvas Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot cultivadas em Pinto Bandeira-RS deram origem a este delicioso corte bordalês da Serra Gaúcha. A safra 2018 e o estágio de 18 meses em barricas de carvalho americano revelaram a potência desse vinho, produzido apenas em 900 garrafas. A cor era de um belo rubi e no nariz esbanjava um misto de tabaco, mentol e frutas negras e vermelhas. Na boca também foi bem marcante, com taninos presentes mas domesticados, além de uma boa acidez. Preço: R$250,00.

Curiosidade – é uma ilha da Grécia, pertencente ao arquipélago do Dodecaneso, localizada ao sul do mar Egeu. A ilha ocupa uma área de 21 km²e possui uma população de 45 pessoas.

Leia também: La Grande Bellezza – você vai se apaixonar por esses vinhos.

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Taste São Paulo: Degustando Estrelas do Guia Michelin 2024

O Guia Michelin 2024 lançado no dia 20/5, selecionou 140 endereços de São Paulo e do…

Festival Brasil Sabor

De 16 de maio a 2 de junho, mais de 700 restaurantes de todo o…

Capital receberá o primeiro Festival da Cachaça

De 22 a 26 de maio, Brasília será sede do primeiro Festival da Cachaça da…

Reposicionamento e Integração Vertical: Mundo Planalto

O Mundo Planalto Parques e Resorts, antigo Mundo Planalto, está em contagem regressiva para a…