Dicas para começar a degustar vinhos!

Confira abaixo dicas especiais para entrar no mundo do vinho:

Espumante, vinho branco e rosé: perfeitos para iniciantes

O mundo dos vinhos é feito de vários contextos: desde pequenos momentos sozinho depois de um dia de trabalho, ou um jantar com amigos, até ocasiões maiores como festas. Para quem está entrando nesse mundo, uma dúvida frequente é a de qual é o melhor rótulo para provar e ter uma boa experiência.
Em realidade, qualquer um pode aprender a beber e apreciar vinho. Cada rótulo tem seus vários conceitos e informações, desde as características de cada uva até as modificações que ocorrem dentro de cada garrafa.
Abaixo, falarei sobre os três tipos ideais para quem está começando com: espumante, vinho branco e rosé.

Espumantes

Espumantes
Espumantes


Pessoas que não estão acostumadas com vinhos, podem iniciar com espumantes demi-sec, ou seja, aqueles que são adocicados ou meio-doces. Estando geladinho, o importante é experimentar e se jogar! São sim agradáveis na boca e ideais para começar, mas lembrando que seu teor de açúcar é realmente um pouco mais alto. Quem gosta de algo mais seco ou menos doce, vale apostar no espumante brut  que traz o frescor para o paladar! Se tiver dúvida, só olhar no rótulo pois essas palavras – brut ou demi-sec – estarão escritas lá.
Falando sobre a experiência no nariz, as notas aromáticas podem variar de florais às cítricas, passando pelas frutas amarelas e vermelhas, especialmente espumantes rosés.

Vinhos Brancos – Dicas

Vinho Branco
Vinho Branco

O vinho branco combina demais com o clima do Brasil. Ele é refrescante e orna com uma ampla variedade de refeições, sendo esses os melhores motivos para experimentar!
A rainha das uvas brancas, Chardonnay, é capaz de produzir grandes exemplares e com um sabor maravilhoso. Outra uva vinda da França é a Sauvignon Blanc, que geralmente remete aos aromas de frutas cítricas e vegetais.

Vinhos Rosados

Vinho Rosé
Vinho Rosé


Se você quer começar a beber esse tipo de vinho, escolha os rótulos mais frutados, muitos possuem aromas de cereja e framboesa, por exemplo.
A temperatura ideal do rosé é ligeiramente mais alta que do branco, entre 9ºC e 12ºC – a temperatura de consumo do rosé busca manter seu frescor característico. Uma boa dica, é deixá-lo na geladeira por aproximadamente uma hora e meia antes de servir.

Resumo – Dicas Simples

Em resumo, aqui vão algumas dicas bem simples:
1: Comece a beber! – Para aprender a degustar, precisa-se ter experiências e para isso o certo é se jogar a experimentar vários tipos de vinho.
2: Experimente novos sabores! – com certeza de início você teve contato com vinhos mais doces. Com o tempo, é comum o seu paladar ir evoluindo, então vale a pena provar também vinhos brancos secos, um espumante brut e um vinho tinto jovem e frutado, por exemplo. Não precisa temer os vinhos tintos!
3: Encontre suas uvas preferidas! – Dependendo da uva, o sabor e o aroma de um vinho podem mudar totalmente. Para quem está se integrando nesse mundo dos vinhos, o ideal é que opte por vinhos menos complexos. Se for optar pelos vinhos brancos, escolha os jovens e sem passagem em carvalho, a exemplo dos feitos com Sauvignon Blanc. Tintos secos mais leves, como os Pinot noir e Merlot, também podem agradar aos paladares iniciantes.
Agora abra seu vinho e pratique! Tin-tin!

Comentários
Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Quem Sou

Sou jornalista especialista em vinhos e em comunicação digital. Sou sommelier Fisar e diretora da Associação Brasileira de Sommeliers do DF. Possuo qualificação Nível 3 (Wine Spirit Education Trust) e o Intermediário do ISG. Também tenho certificado em vinhos franceses (FWS) e vinhos californianos (CWAS).

Categorias

Veja Também

Vinhos premiados no Wine Piri Jazz

Conheça os vinhos premiados por Marcelo Copello no Wine Piri Jazz. Foram avaliados 62 vinhos…

Evento de Harmonização de Vinhos Italianos Tenuta Ulisse

Na última quinta-feira (20), o perfil @vinhosporetienne teve o privilégio de participar de um evento…

Palomina Bar: Novo Wine Bar em Brasília

Brasília, o terceiro maior polo gastronômico do Brasil, ganha um novo wine bar: o Palomina…

Directo del Viñedo Vendimia no Uruguai

Após ser realizado no Brasil e no Chile, o Directo del Viñedo Vendimia chega ao…